Quanto custa sair de casa?

Sair de casa é um dos momentos mais difíceis da vida e pode se tornar em um trauma se não for muito planejado. O segredo para ser bem sucedido em viver sozinho é fazer todas as contas antes de dar o passo decisivo.

Finanças
3 meses atrás
Quanto custa sair de casa?

Planejamento para viver sozinho

A vida é feita de fases aonde vamos evoluindo com o passar do tempo. Quando somos crianças é muito legal viver da mesada dos pais, mas quando crescemos desejamos alcançar nossa independência.

O problema é que sair de casa para morar sozinho custa muito e pode se tornar um pesadelo se não for bem planejado.

Não basta fazer apenas chá de panela, calcular somente as principais contas mensais e se lançar no mundão. Trata-se de considerar todos os gastos iniciais e prevê o orçamento mensal que caiba no seu bolso com um pouco de folga.

Tentativas frustradas

O maior erro de quem pretende morar sozinho é fazer um cálculo superficial dos seus gastos considerando apenas aluguel, água e luz e internet.

Outro caso muito comum é dar este passo ousado sem ter uma poupança de reserva e acabar se apertando logo nos primeiros meses.

Curiosamente muitas pessoas que decidem sair de casa ouvem com toda a benevolência os amigos e tem dificuldade em consultar os pais.

Como se costuma dizer a perfeição está no equilíbrio e não se trata de cair no vício oposto daqueles que chegam aos 30 sendo sustentados pelos pais.

O momento certo de viver sozinho é muito mais fácil de ser encontrado em diálogo com seus pais, que já tem uma experiência real dos custos de uma família e do seu em particular.

Mesmo porque o período de dependência dos pais é exatamente a fase onde devemos montar nossa reserva, uma vez que não se costuma arcar com as despesas da casa.

Gastos iniciais

Por outro lado, ter o apoio dos pais também não é suficiente para viver fora de casa se de fato você pretende alcançar sua independência financeira.

A primeira etapa para você realmente bater asas é descobrir sua receita líquida por mês, já descontando todos os impostos.

Em seguida, você deve calcular quais serão os seus gastos para dar o primeiro passo de sair de casa, entre os quais estão:

  • Carreto
  • Colchão
  • Depósito Caução
  • Eletrodomésticos
  • Móveis
  • Reserva de emergência.
  • Roupas de cama
  • Utensílios

Gastos fixos e variáveis

A próxima etapa é realizar a conta do custo mensal fixo e variável para você viver fora e sem a ajuda dos seus pais:

Fixos

  • Aluguel/Financiamento
  • Condomínio
  • IPTU

Variável

  • Água
  • Alimentação
  • Gás
  • Internet
  • Lazer
  • Luz
  • Manutenção
  • Transporte

Gastos adicionais

Se você já tem um carro próprio tenha em mente também os gastos fixos com seguro e IPVA, bem como os variáveis com abastecimento e manutenção.

Vai precisar de garagem ou gastar com estacionamento? Sua casa está perto ou longe do trabalho? É uma região com custo elevado ou popular?

Responda essas perguntas tendo em conta sua receita líquida e tome suas decisões de acordo com seu padrão de vida.

Estabeleça as metas

Tudo isso precisa ser levado em conta antes de sair de casa para escolher um local que esteja dentro do seu orçamento.

Com efeito, se o resultado de todas as suas contas der positivo então a etapa final é transformar os números em metas. Caso contrário o melhor é recalcular depois de ter ganhado mais dinheiro.

Cotidianum

O Cotidianum é muito mais que um site, é uma ideia de levar conteúdo que acrescente utilidades aos nossos seguidores, seja com carros, dicas, gastronomia, entretenimento e muito mais para o cotidiano.

Vamos Bater um Papo?