Por que o Governo não imprime mais dinheiro e resolve o problema da crise?

Entre as diversas saídas que o Governo tem para gerar mais movimentação na economia está imprimir mais dinheiro, mas com o risco de voltarmos aos tempos de hiperinflação como antes do Plano Real.

Finanças
1 semana atrás
Por que o Governo não imprime mais dinheiro e resolve o problema da crise?

Crise financeira causada pela pandemia

O Brasil está enfrentando uma das maiores crises financeira de sua história e o Governo tem até protelado os prazos do pagamento do auxílio emergencial devido a falta de dinheiro.

Não seria mais fácil, então, o Governo imprimir mais dinheiro para resolver a questão da crise? À primeira vista pode parecer, mas o problema está nas consequências que a injeção de liquidez artificial pode trazer.

Redução da taxa Selic

O Governo, por direito, é dono da Casa da Moeda e pode imprimir quanto dinheiro quiser. Mas essa solução é preciso ser bem calculada, pois o resultado é o aumento da inflação ou geração de uma dívida.

Por outro lado, para movimentar mais dinheiro na economia o Governo também tem outras medidas, como reduzir os juros básicos da taxa Selic.

Com efeito, o custo do dinheiro é reduzido e ocorre um aumento do poder de crédito das pessoas, diminuindo o custo de captação dos bancos.

Redução dos compulsórios

Para aumentar a circulação de dinheiro o Governo também pode fazer a redução dos compulsórios, ou seja, daquela parcela que os bancos têm que manter depositada no Banco Central quando captam dinheiro em suas operações.

À medida que a parcela dos compulsórios é reduzida os bancos tem mais dinheiro para realizar empréstimos.

Aumentos dos gastos pelo Governo

Outra medida que o Governo pode realizar é aumentar gastos, por exemplo, fazendo obras e contratando funcionários.

Dentro desse mesmo contexto existe a opção de oferecer uma linha especial de crédito através dos bancos públicos.

Financiando o próprio Governo

Uma situação limite pode ocorrer quando o Banco Central joga dinheiro na economia financiando diretamente o Governo, como comprando títulos emitidos pelo Tesouro Nacional.

O Banco Central consegue também, com limitações legais, financiar empresas, comprando títulos.

Riscos de imprimir mais dinheiro

Quanto à solução de imprimir mais dinheiro, a história já mostrou diversas vezes o desastre que pode ocorrer.

Primeiro porque os gastos ficam desenfreados e as pessoas mais capitalizadas acabam aumentando a demanda, realizando mais compras.

O problema é que o país não tendo uma capacidade produtiva condizente a oferta não consegue seguir o mesmo ritmo.

O resultado é inevitavelmente a inflação, a hiperinflação como ocorria antes do período do Plano Real.

Além de que, com o quadro de quarentena e isolamento social, a injeção de liquidez pode não ter efeito, uma vez que as empresas estão sem produtividade alta e as pessoas receosas de comprarem.

Afrouxamento quantitativo

No panorama mundial a estratégia que está sendo mais avaliada, com muitas controvérsias, é o afrouxamento quantitativo.

Trata-se da compra de títulos privados ou públicos para inundar o mercado com um processo artificial de criar dinheiro.

Tanto na Europa como nos Estados Unidos a medida foi muito utilizada para vencer a crise financeira de 2008.

Com o estouro da pandemia do coronavírus o Banco Central norte-americano, o Federal Reserve, já divulgou um enorme programa de compra de títulos, tais como veículos, crédito estudantil e hipotecas.

Medidas de contenção da crise no Brasil

Já o Brasil para combater a crise reduziu a taxa Selic para 3,75% e aumentou os recursos dos bancos cortando o compulsório.

Infelizmente, as medidas não foram suficientes, pois o setor empresarial reclamou que os juros chegaram a aumentar e está havendo muitas resistências dos bancos para liberarem empréstimos.

Resta agora esperar que a Câmara aprove o intitulado “Orçamento de Guerra” que permite ao Banco Central, provisoriamente, comprar e vender títulos privados de crédito.

Cotidianum

O Cotidianum é muito mais que um site, é uma ideia de levar conteúdo que acrescente utilidades aos nossos seguidores, seja com carros, dicas, gastronomia, entretenimento e muito mais para o cotidiano.

Vamos Bater um Papo?