Lucro do FGTS é distribuído entre trabalhadores

O valor de R$ 7,5 bilhões equivalente a 66% do lucro do FGTS está sendo distribuído entre os trabalhadores. Entenda mais sobre o assunto e confira se você também está na lista das pessoas que têm direito de receber. O depósito será feito nas contas até dia 31 de agosto.

Finanças
2 meses atrás
Lucro do FGTS é distribuído entre trabalhadores

Quem tem direito a receber?

Os trabalhadores vinculados pelo regime da CLT, portanto com trabalho formal, estão incluídos no grupo de pessoas que têm direito de receber o FGTS. Além desses, também estão na lista trabalhadores domésticos, rurais, temporários, intermitentes, avulsos e atletas profissionais.

Entenda os números

O valor de R$ 7,5 bilhões é referente a 66,2% do lucro do fundo no ano de 2019. Esse valor será dividido e distribuído nas contas dos trabalhadores que tinham a conta do FGTS ativa até 31 de dezembro do ano passado, o que deverá ocorrer até 31 de agosto de 2020.

Essa enorme soma é resultado de uma rentabilidade de 4,9%, bem acima da poupança e da inflação. Segundo informação do Conselho Curador, “essa rentabilidade total é superior a aplicações com risco e tributação semelhantes, supera a rentabilidade da inflação medida pelo IPCA no ano passado, proporcionando um ganho real aos saldos, em cumprimento ao objetivo estratégico do fundo de preservar o poder de compra dos recursos dos trabalhadores sob o FGTS”.

Como consultar o saldo do FGTS?

Para consultar o saldo da sua conta do FGTS basta baixar e instalar o aplicativo da Caixa ou do site da Instituição. O App está disponível para os sistemas Android e iOS em suas respectivas lojas virtuais.

O usuário precisa ter em mãos o número do NIS/PIS, que pode ser encontrado na Carteira de Trabalho, no Cartão Cidadão ou no extrato impresso do FGTS. Além disso, apenas os dados pessoais como número do CPF e data de nascimento.

Quando posso sacar o FGTS?

Existe mais de uma circunstância que autoriza o saque do FGTS. Uma delas e a demissão sem causa justa pelo empregador, ou seja, quando ela ocorre sem culpa do trabalhador. Também estão contempladas as seguintes situações:

  • Aposentadoria
  • Aquisição de casa própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional
  • Estágio terminal em decorrência de doença grave (trabalhador ou dependente)
  • Falecimento do empregador individual, empregador doméstico ou nulidade do contrato
  • Falecimento do trabalhador
  • Idade igual ou superior a 70 anos
  • Necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural causado por chuvas ou inundações que tenham atingido a área de residência do trabalhador, quando a situação de emergência ou o estado de calamidade pública for assim reconhecido, por meio de portaria do governo federal
  • Permanência da conta vinculada por três anos ininterruptos sem crédito de depósitos
  • Permanência do trabalhador titular da conta vinculada por três anos ininterruptos fora do regime do FGTS
  • Portador de HIV ou câncer
  • Rescisão do contrato por culpa recíproca ou força maior
  • Rescisão por falência
  • Saque-aniversário: essa modalidade permite a retirada de parte do saldo da conta do FGTS, anualmente, no mês de aniversário
  • Suspensão do trabalho avulso
  • Término do contrato por prazo

Onde sacar o FGTS?

O saque do FGTS em valor igual ou menor a R$ 1.500,00 pode ser efetuado em qualquer unidade lotérica, nos Correspondentes Caixa Aqui, nos postos de atendimento eletrônico e nas salas de autoatendimento para trabalhadores que possuem cartão do cidadão e senha.

Quando o valor for maior, o saque dos recursos só pode ser realizado nas agências da Caixa Econômica.

Cotidianum

O Cotidianum é muito mais que um site, é uma ideia de levar conteúdo que acrescente utilidades aos nossos seguidores, seja com carros, dicas, gastronomia, entretenimento e muito mais para o cotidiano.

Vamos Bater um Papo?