Como funciona o 5G

A rede 5G pretende revolucionar todo o sistema de conexão entre dispositivos móveis, com um sistema mais ecológico, com baixo consumo de energia e com conexão até 100 vezes mais rápida.

Tecnologia
6 meses atrás
Como funciona o 5G

Redes móveis 5G

Agora a última geração de redes móveis é o 5G que chegou para atender a demanda de dados trafegada por bilhões de aparelhos sem fio presentes em todo mundo, melhorando em diversos pontos o acesso dos usuários:

  • Cobertura
  • Transferência de dados
  • Conexões simultâneas

Metas para o 5G

De acordo com GSM Association, principal empresa representante das operadoras de redes móveis no mundo, os parâmetros para o estabelecimento das redes 5G em face da desativação da 4g incluem algumas regras.

A velocidade média de conexão deve ter um aumento de 50 a 100 vezes mais, algo em torno de 33 Mbps para até 10 Gbps.

Os aparelhos rádio receptores devem ter um aumento considerável na conservação do tempo de duração da bateria.

O consumo de energia com o 5G deve reduzir em até 90% e a conexão entre dispositivos móveis não pode ultrapassar a 5 milissegundos, sendo que atualmente as redes 4G tem uma latência de 30 milissegundos.

Principais tecnologias favorecidas

Embora a primeira etapa de instalação das plataformas das redes 5G deve exigir custos mais elevados, a tendência é haver uma grande redução com a poupança de energia, bem como um crescimento mais ecológico.

Já a conexão praticamente imediata entre os aparelhos 5G vai contribuir para o desenvolvimento de tecnologias mais eficazes, entre as quais estão:

  • Cirurgias à distância através de robôs
  • Equipamentos de segurança para prevenção de acidentes de automóveis
  • Conexão entre veículos automatizados
  • Dispositivos de iluminação pública
  • Sistemas de monitoramento
  • Máquinas de cartão
  • Controle meteorológico
  • Aparelhos cardíacos

A revolução do 5G

Com efeito, a intercomunicação entre aparelhos vai permitir que sua geladeira lhe informe quando estiver com produto em falta, além de possibilitar que a própria compra seja feita automaticamente por internet.

Algo mais inovador vai se dar com os novos sistemas de segurança. Um pedestre atravessando a rua, por exemplo, vai ser informado por meio de smartwatchs do risco de colisão com um veículo que esteja muito próximo.

Projeto de lançamento

O período de implementação das redes 5G está programado para iniciar em 2020, mas para que as principais metrópoles do mundo estejam com a tecnologia em pleno funcionamento deve demorar mais uns 5 anos.

A razão do processo lento é o alto investimento de instalação que na Europa, por exemplo, calcula-se que chegue até 500 bilhões de euros.

Já a Coréia do Sul pretende se pioneira com o lançamento do 5G ainda este ano, com um acordo entre as três principais operadoras, KT, SK Telecom e LG Uplus, para o início em conjunto.

Leilões de faixas de espectro também já estão sendo realizados para empresas de telecomunicações em todo mundo por autoridades reguladoras.

Funcionamento

Assim como as redes móveis 4G utilizam as ondas de rádio para o funcionamento, o 5G utiliza o mesmo sistema incluindo uma faixa de cobertura de espectro bem mais ampla:

  • 600 a 700 Mhz
  • 26 a 28 Ghz
  • 38 a 42 Ghz

O mecanismo de antenas 5g também vai poder utilizar as mesmas estruturas existentes com adaptações. Por outro lado, em vez de trabalhar com a distribuição do sinal de rádio generalizado da 4G, o sinal do 5G pode ser focalizado.

Conexão do mundo com 5G

Tudo leva crer que os primeiros aparelhos a receber a rede 5G devem ser os smarthphones, mesmo porque os receptores da nova tecnologia terão um preço elevado com o lançamento.

À medida que o 5G se popularizar os eletrodomésticos devem se conectar a rede, incluindo os relógios e pulseiras wearables.

O projeto é que mesmo as redes domésticas abandonem o sistema de Wi-Fi para adotar a alta velocidade da rede 5G.

Cotidianum

O Cotidianum é muito mais que um site, é uma ideia de levar conteúdo que acrescente utilidades aos nossos seguidores, seja com carros, dicas, gastronomia, entretenimento e muito mais para o cotidiano.

Vamos Bater um Papo?