A impactante criptomoeda do Facebook que promete revolucionar as transações financeiras

Imagine poder fazer uma viagem internacional sem ter preocupações com o câmbio, as variações de moedas locais e a confusão com as conversões. Imagine a possibilidade de pagar as compras do supermercado usando apenas o celular ou enviar dinheiro para um parente distante sem necessidade de possuir uma conta bancária em uma instituição financeira regulada pelo Governo. Futurístico, não é mesmo? O futuro chegou e a Libra, moeda virtual do Facebook promete tudo isso e muito mais.

Tecnologia
5 meses atrás
A impactante criptomoeda do Facebook que promete revolucionar as transações financeiras

Visão geral sobre a Libra, moeda virtual do Facebook

A previsão é que as negociações com a Libra passem a ocorrer em 2020. Apesar da crítica de alguns investidores mais experientes, é denominada como criptomoeda, que são espécies de códigos virtuais que permitem a comercialização de bens e serviços ou a transferência de valores entre os usuários e funcionam como dinheiro em papel. Elas não são emitidas pelo Governo e não são reguladas por Bancos Centrais, assim qualquer pessoa com acesso à internet pode realizar transações, sem precisar de uma conta bancária.

No caso do Bitcoin, que é uma criptomeda já reconhecida internacionalmente, essas transações são feitas de maneira anônima e é algo que faz parte da essência das criptomoedas: não estar subordinada a qualquer regulamentação e a inexistência de uma autoridade centralizadora realizando controle da moeda.

No caso da Libra, será necessário o cadastro no Facebook e o fornecimento de algum documento pessoal, o que garante um pouco mais de segurança, evita fraudes e crimes cibernéticos. O Facebook promete o não compartilhamento de dados pessoais e garante manter o sigilo nas transações.

Segurança garantida

Mas você deve estar se perguntando o que garante a confiabilidade das criptomoedas, já que não são emitidas pelo Governo, naquele papel especial, com número de série e nem mesmo podem ser tocadas.

A segurança é garantida porque as transações realizadas são criptografadas, com códigos complexos e bem difíceis de serem quebrados e/ou adulterados. Uma vez compradas e armazenadas adequadamente dificilmente serão roubadas. As criptomoedas ficam armazenadas em uma carteira digital. Além de outras carteiras digitais, a Libra poderá ser alocada na Calibra, que é a carteira digital do Facebook.

A Libra Association

Para a criação da Libra, reuniram-se ao todo vinte e oito empresas de diversas nacionalidades, dentre as quais destacam-se a Visa, PayPal, Mercado Pago, Uber, Spotify e o Ebay. A Libra Association é uma associação sem fins lucrativos e, segundo o site, tem por objetivo “permitir uma moeda global simples e infraestrutura financeira que capacite bilhões de pessoas” além de “permitir que muito mais pessoas tenham acesso a serviços financeiros e a capital barato”.

A associação é a única capaz de criar ou destruir as Libras, mas aspira chegar à descentralização e em dentro de cinco anos reduzir de maneira gradual a dependência dos membros fundadores.

Taxas e volatilidade

Ainda não foi divulgado exatamente quanto, mas taxas deverão ser cobradas nas transações efetuadas com a Libra. A promessa é de que as taxas sejam menores e menos abusivas que as praticadas por grandes instituições financeiras.

Através da volatilidade é possível definir os riscos de comprar determinada moeda ou papel. Para entender melhor, imagine aquele cafezinho diário na padaria. Hoje, ele custa dois reais, e caso ele se torne volátil, amanhã poderá estar custando dez reais e dali há um ou dois dias o mesmo café poderá passar a custar dois centavos.

Quando uma moeda sofre com muitas variações, torna-se um investimento de alto risco, que pode ser muito rentável, desde que bem administrado. Podemos tomar como exemplo a volatilidade dos Bitcoins, que flutua de acordo com as ações dos próprios compradores e vendedores, e costuma variar até mesmo durante o dia. Já no caso da Libra, a volatilidade promete não ser tão grande. Por isso, parece que a Libra não será alvo dos investidores, mas uma moeda bem usual para o dia a dia.

Cotidianum

O Cotidianum é muito mais que um site, é uma ideia de levar conteúdo que acrescente utilidades aos nossos seguidores, seja com carros, dicas, gastronomia, entretenimento e muito mais para o cotidiano.

Vamos Bater um Papo?